Ponta do Pai Vitório

LocalRasa
Classificação
0.0

No começo da Praia da Marina é onde se localiza a Ponta do Pai Vitório.O local possui uma pequena praia que é perfeita para as crianças, por não possuir ondas e ser bem tranquila, também é um excelente lugar para fazer uma trilha desafiadora, mas lembre-se de tomar cuidado onde pisa, pois as pedras podem ser traiçoeiras. Não existem quiosques ou comércio por perto. Então leve tudo que você precisa.

E além de toda beleza a Ponta do Pai Vitório é uma importante formação geológica, que inclusive explica e fundamenta a origem da península de Búzios.

O fato é que a o “terreno raro”, de características ímpares na costa brasileira, possuindo sua correlação geológica somente do outro lado do Atlântico, na África. Mais precisamente parte da atual cidade de Lobito no município da província de Benguela, nas costas de Angola.

 

Histórias da Ponta do Pai Vitório

 

Tratando-se de Búzios o que não poderia faltar também é boas histórias do local, afinal de contas é uma península de pescadores.

Duas lendas são perpetuadas via relato oral de uma residente da Rasa conhecida como Dona Uia, uma neta de pescadores Africanos. Ambas as lendas fundamentadas em um naufrágio que ocorreu nas proximidades da praia Rasa, ponto conhecido pela entrada de escravos traficados mesmo após a proibição pela Lei Feijó-Barbacena em 7 de novembro de 1831.

A primeira narra que o Pai Vitório era o nome de uma nau negreira clandestina de origem portuguesa que afundou próximo ao morro do mesmo nome. A lenda explana que certa noite de inverno quando tudo estava nublado e águas agitadas, chegou uma nau lusa repleta de negros, entre homens, mulheres e crianças, todos nus e com grilos nos tornozelos. A longa viagem da embarcação negreira que vinha desde a África ocidental, todos cansados com fome e sede, foi afundada pela armada inglesa perto aos rochedos da Ponta que leva o nome de Pai Vitório. Os poucos sobreviventes fugiram para as restingas da Rasa, naquela época tudo era mato, escondendo-se atrás da ex-fazenda Vila Verde. Parece que existe um cemitério de negros próximo a essa antiga fazenda

A segunda versão conta que um jovem africano, exímio nadador, foi o único que conseguiu salvar-se dessa tragédia. Teria sido um milagre. Com o passar do tempo, esse homem, salvo pelas águas da Rasa, foi conhecido como o Pai Vitório, em lembrança da nau afundada, que se transformou em pregador da religião cristã. Assim, esse padre rezador de origem africana era carismático, respeitado e milagroso. O abade, de estatura média, magro e de cabelos brancos, vestia uma túnica de cor marrom que chegava até o chão. O Pai Vitório subiu no topo do morro, que hoje leva o seu nome, acendendo uma lâmpada permitiu iluminar a rota para o desembarque, do contrário eles encalharam em naufrágio e morreriam batidos contra as rochas. E assim, o pai Vitório salvou centenas de pessoas e com sua reza curava outras tantas, os quais seriam posteriormente os primeiros habitantes da Rasa, sendo o bisavô do Senhor Luiz da Rasa e, porém, dos prístinos buzianos.

Agora fica a seu encargo escolher qual das origens mais te agradam, porém a existência da maravilha geológica que ficou com seu Nome, Ponta do Pai Vitório, é incontestável.

Variações do nível do mar ao longo do tempo geológico

Ao longo do tempo geológico, a Terra vem testemunhando diversos momentos de subida e descida do nível do mar. Níveis marinhos acima do nível atual, desenvolvidos durante o intervalo de tempo do Quaternário, podem ser identificados através do reconhecimento de antigas linhas de costa (antigas praias, limites entre o continente e o oceano). Estas são, na verdade, indicadoras da posição relativa do nível do mar ao longo do tempo geológico, resultando de um “balanço” entre as mudanças reais do nível do mar (eustasia) e as mudanças do nível da crosta terrestre (tectonismo, isostasia e aporte sedimentar)

A mudança dos níveis oceânicos (eustasia) é conseqüência da glácio-eustasia (variações de volume de água do mar devido às glaciações), que, por sua vez, advém da variação climática; da tectono-eustasia (variações de volume das bacias oceânicas) e da geóide-eustasia (variações nos níveis oceânicos). As movimentações na crosta terrestre (deformações das massas continentais) podem fazer com que, em algumas regiões, o nível do mar esteja mais alto do que em outras, seja pela elevação da crosta terrestre (formação de montanhas) ou pelo abatimento de blocos continentais.

Outro fator importante na variação relativa do nível do mar, que influi localmente, corresponde ao aporte sedimentar: em uma região, pode estar ocorrendo uma contribuição maior de sedimentos do continente para o mar, fazendo com que haja um avanço da linha de costa em direção ao oceano (regressão marinha) por outro lado, se o aporte sedimentar for menor que a capacidade de erosão pelo mar, haverá um recuo da linha de costa em direção ao continente (transgressão marinha)

Possíveis registros da variação do nível do mar na região de Búzios

Praia Rasa

Na região da Praia Rasa, encontram-se imponentes paredões formados por sedimentos avermelhados . Estes paredões representam falésias “mortas” , ou seja, foram originados pela ação erosiva das ondas em um momento em que o nível relativo do mar encontra-se pouco acima do nível atual e, assim, pôde avançar em direção ao continente

Estas falésias são constituídas por uma intercalação de camadas de cascalhos muito grossos e areias lamosas. Embora se encontrem em domínio costeiro, estudos realizados por Morais (2001) revelaram que estes depósitos estão associados a um ambiente continental de leques aluviais, depositados sob a influência de atividades tectônicas durante a sedimentação. Estes depósitos ocorrem próximos a uma importante falha regional (Ponta do Pai Vitório), cujo plano de falha pode ser observado na face norte da Ilha Feia. Os depósitos sedimentares das falésias da Praia Rasa são relacionados à Formação Barreiras, de idade terciária. A ocorrência desses depósitos de origem fluvial (continental) próximos à praia indica que a deposição dos mesmos ocorreu em um momento em que o nível do mar estava mais baixo do que o atual, e os rios depositavam onde hoje está encoberto pelo mar. Depósitos similares podem ser observados na Colônia dos Pescadores da Praia Rasa.

Galeria de Fotos

360°

Deixe um Comentário

Avalie

Ao criar uma conta, você concorda com nossos Termos e Condições de Uso e nossa Politica de Privacidade.

Para seguir é necessário fazer a confirmação do seu cadastro. Enviamos o link para seu e-mail informado acima.

Essa empresa é sua?

Clique no botão ao lado e obtenha informações de como ter controle sobre este anúncio.

Reivindicar!

Reivindique este local

Reivindique para gerenciar a página da sua empresa. Você terá acesso ao painel, onde você poderá fazer upload de fotos, alterar o conteúdo e muito mais.